Ultimas Notícias

NETO, TRÊS LATERAIS-ESQUERDOS, ATAQUE... OS PENSSAMENTOS DE TITE NA VIRADA DO ANO

Fotos: Lucas Figueiredo/CBF

Quando brindar o 2018 que chega com dona Rose, o técnico Tite deve ter uma emoção especial. O ano da Copa.
Uma caipora (como chama a caipirinha, que adora)? Ou uma taça de champanhe? Filipe Luís? Ou Alex Sandro? Talvez alguns nomes invadam a cabeça do treinador em plena festa.
Porque não há um só dia em que não pense nas escolhas que deverá fazer para formar o elenco da Copa, os 23 eleitos.
 
A cinco meses da lista final para a Rússia, o treinador ainda vê interrogações em sete vagas, em todos os setores da equipe.
 
Há fartura na lateral-esquerda. Marcelo é certo, mas e se vierem Filipe Luís e Alex Sandro? Três laterais-esquerdos?
Sim, Marcelo pode, numa necessidade de mudar rumos, ser meia, já jogou nessa posição depois de o lateral Theo Fernandez ser contratado pelo Real Madrid. Tite resolveria, assim, a vaga no meio que segue tendo candidatos e não donos. Já passaram por ela Diego, Lucas Lima, Luan...
No gol, Alisson e Ederson são absolutos. Cássio é o favorito à terceira vaga, mas Neto, que trocou a Fiorentina pelo Valência, entrou no radar de Taffarel e Tite. Já foi inclusive observado de perto. Vanderlei, do Santos, e Fábio, do Cruzeiro, já foram destacados pelo treinador.
Pela última vaga na zaga (já que Miranda, Marquinhos e Thiago Silva estão dentro, salvo acidentes), já passaram Gil, Rodrigo Caio e Jemerson, e nenhum deles convenceu, embora sigam vivos na luta. No jogo em que auxiliares de Tite foram ver o zagueiro Felipe, do Porto, ele foi expulso no primeiro tempo. Perdeu pontos importantes, está praticamente descartado. O gremista Geromel é forte candidato.
 
Falta atacante pra reserva de Gabriel Jesus. Firmino tem sido priorizado, mas não é dono da vaga. Tanto que Diego Souza também foi chamado como centroavante.
Busca-se também um último atacante pra jogar pelas beiradas. Neymar, Willian e Philippe Coutinho podem jogar abertos ou por dentro. Taison e/ou Douglas Costa são os mais cotados para entrar na lista.
O time titular de Tite está consolidado, com variações táticas e possibilidades de escalação bem definidas. O treinador busca poder de fogo no banco de reservas. Quer olhar pra ele e ver soluções.
Terá, em dona Rose, com quem começou a namorar há quase quarenta anos, a confidente de sempre. É com ela que Tite desabafa, divide suas dúvidas e angústias. Ele sofre com a possibilidade de não ser justo. Pensa e repensa situações pra chegar à melhor escolha. Felizmente, dona Rose dirá, como já disse tantas vezes: “amor, relaxa, curte um pouco. Agora é hora de festejar. É o ano da Copa. Feliz 2018”!

Fonte: GloboEsporte