Ultimas Notícias

KHABIB NURMAGOMEDOV FINALIZA JUSTIN GAETHJE E ANUNCIA APOSENTADORIA NO UFC 254

Fotos: GETTY IMAGES


Redação:
"Khabib Nurmagomedov viveu o momento mais difícil de sua vida antes da luta deste sábado. Seu pai, Abdulmanap, morreu há poucos meses, vítima de Covid-19. Neste sábado, na luta principal do UFC 254, seu primeiro confronto após a partida de seu herói, ele finalizou Justin Gaethje a 1m34s do segundo round, manteve o cinturão do peso-leve (até 70kg) e anunciou sua aposentadoria do MMA. Para ele, não faz mais sentido voltar ao octógono sem a presença do pai. Logo após a finalização sobre o americano, o campeão foi ao chão emocionado.
 Obrigado aos caras que estão comigo. Esta é a minha última luta. Não tem como voltar aqui sem o meu pai. Quando o UFC me chamou para lutar com Justin, eu conversei com a minha mãe por três dias. Eu prometi que será minha última luta. Se eu dou minha palavra, eu tenho que cumprir - afirmou Nurmagomedov, que encerra a carreira com um cartel perfeito de 29 vitórias em 29 lutas.
A luta

Gaethje conseguiu manter a luta no centro do octógono no início da luta com muitas fintas e guarda baixa. Ele desferiu o primeiro ataque com chute baixo, seguido de cruzados. Com cerca de dois minutos de luta, Khabib passou a buscar as pernas do desafiante, que evitou as primeiras tentativas de quedas. O russo surpreendeu com uma joelhada na cabeça e aumentou o volume de golpes para forçar o americano a andar para trás. Gaethje recebeu muitos golpes no rosto, mas conectou jab e direto duros no rosto do campeão. Faltando 40 segundos para o fim do round, Nurmagomedov conseguiu colocar para baixo. Com muita técnica, ele foi para a montada e quase encaixou uma chave de braço, mas o cronômetro zerou.
Gaethje voltou para o segundo round com um bom chute baixo. Ao tentar de novo o golpe, viu Khabib marcar o tempo e aplicar a queda logo no início do assalto. No chão, voltou a mostrar a sua maior qualidade técnica no quesito, encaixou o triângulo e ajustou a posição até o americano dar os três tapinhas e encerrar a luta. Para o orgulho de Abdulmanap Nurmagomedov.

Com atuação de alto nível, Whittaker bate Cannonier
Robert Whittaker provou que merece a revanche pelo título do peso-médio (até 84kg) contra Israel Adesanya. No co-evento principal do UFC 254, o australiano deu uma clínica de jabs em Jared Cannonier, chegou perto de nocautear no terceiro assalto e venceu por decisão unânime (triplo 29-28) o número 2 da categoria.
Cannonier foi o primeiro a causar perigo ao desequilibrar o rival com um chute baixo. Este tipo de golpe incomodou o australiano nos primeiros minutos, mas, aos poucos, Whittaker foi encontrando a distância e passou a conectar bons socos, mas sofreu com os chutes na perna direita durante o equilibrado round inicial. Na volta para o segundo assalto, o ex-campeão passou a explorar mais os jabs e, mesmo com os chutes baixos do americano, conseguiu ter mais vantagem.

Rápido na movimentação e no boxe, Whittaker tentava ditar o ritmo enquanto o adversário seguia a estratégia de aplicar chutes baixos para pontuar. Com pouco mais de um minuto para acabar o segundo round, o australiano conseguiu uma queda, tentou ir para as costas, mas perdeu a posição e controlou bem a reta final com seus jabs. Logo no começo do último round, Whittaker acertou uma combinação de jab, direto e chute alto e levou Cannonier ao solo. Por cima, o australiano foi para a montada, pegou as costas, colocou os ganchos, mas deu espaço para o americano ficar de pé. A luta parecia controlada por Whittaker, mas um direto de direita de Cannonier nos segundos finais balançou o rival, que conseguiu administrar até o cronômetro zerar.


Outros destaques do card principal
O card principal do UFC 254 também teve outros bons momentos. Logo na abertura, Magomed Ankalaev repetiu o resultado do primeiro encontro com Ion Cutelaba e nocauteou no primeiro assalto. Na sequência, foi a vez de Lauren Murphy finalizar Liliya Shakirova no segundo round com um mata-leão. Já no duelo de estreantes, Phil Hawes nocauteou Jacob Malkoun, companheiro de equipe de Robert Whittaker, em 18 segundos. Foi a segunda vitória mais rápida de um estreante na história do Ultimate. A primeira é de Mark Weir, em 10 segundos, no UFC 38. Pelos pesos-pesados, Alexander Volkov dominou Walt Harris e conseguiu o nocaute técnico no segundo round após acertar um chute no corpo.".
Fonte: GLOBO ESPORTE